Dicas

Dicas da Seta Cargas

Cargas Perigosas:

Algumas mercadorias consideradas perigosas são permitidas e outras restritas para transporte aéreo, desta forma o cliente deve consultar previamente o embarque destas remessas. (Explosivos, Gases, Inflamáveis, Oxidantes, Veneno, Infecciosos, Radioativos, Corrosivos).

 

Embalagem para cargas aéreas:

 Ao transportar cargas por via aérea, é fundamental considerar os potenciais efeitos adversos de temperatura, pressão e as variações de umidade, assim como o risco de danos, devido às vibrações e ao manuseio inadequado. A embalagem deve ser resistente em relação ao conteúdo, a fim de garantir a integridade da mercadoria, evitar danos pessoais ou às outras cargas e à aeronave. Para embarque de vidro (ex. bebidas)  a embalagem deve possuir isopor, ou reforço de madeira.

Embarque de cargas diferenciadas:

Buscamos junto às Cias. Aéreas algums informações importantes sobre Cargas Diferenciadas para que você não tenha dúvidas na hora do envio!

Amostra para Análise:

As amostras devem estar dentro do prazo de validade e de conservação. Este prazo é fornecido pelo laboratório e o cliente deve estar ciente dessas informações. O prazo deverá ser compatível com a duração prevista do transporte (mínimo de 72 horas), incluindo o tempo a ser despendido nos traslados terrestres, tanto na origem quanto no destino.

Artigos controlados, tais como armas de fogo, coletes e capacetes:

Para o transporte de artigos controlados, o cliente deverá apresentar-se à autoridade aeronáutica do aeroporto de onde se deseja efetuar o embarque portando a GUIA DE TRÁFEGO devidamente autorizada e fornecida pelo Exército. É obrigatório que a carga esteja acompanhada da Nota Fiscal. As armas transportadas devem estar desmuniciadas sendo que as munições e demais cargas explosivas não são aceitas para transporte como cargas, mesmo que em suas embalagens originais.

Bebidas Alcoólicas:

Podem ser despachadas em qualquer serviço, porém, dependendo do percentual de teor alcoólico, a carga torna-se perigosa A bebida alcoólica que contiver menos de 24% de álcool, embarcará normalmente em qualquer serviço, uma vez que não apresenta risco. A bebida alcoólica que contiver de 24% a 70%, será caracterizada como Carga Perigosa Classe 3. Se contiver acima de 70%, a bebida não poderá ser transportada. Deverá estar acondicionada em um engradado de madeira.

Cargas Frágeis:

Exemplos de alguns tipos de cargas frágeis: vidros, cristais, louças, espelho, cerâmica, quadros, pinturas, gravuras, esculturas, óculos, armações, lentes, etc. A embalagem deste tipo de carga deverá assegurar a integridade do material a ser despachado. Portanto, as embalagens deverão ser de madeira, com proteção interna como serragem, divisórias, isopor, estopa, etc.    

Perecível:

Cargas perecíveis são aquelas que podem sofrer deterioração se expostas a mudanças de temperatura, umidade e condições ambientais desfavoráveis durante o transporte aéreo. Realizamos esse tipo de transporte desde que o material tenha o prazo validade de, no mínimo, 72 horas, atestado, na data de embarque, em papel timbrado da empresa. Alguns exemplos de cargas perecíveis: Peixes frescos, Comestíveis em geral, flores, frutas e vacinas.

 

LISTA DE SIGLAS DE AEROPORTOS 

Listamos abaixo, as siglas dos principais Aeroportos brasileiros e as localidades a que eles se referem para que possamos esclarecer as suas dúvidas quando surgir a pergunta: "-Retira em GRU ou CGH?" 

  • AJU - Aracaju
  • CWB - Curitiba
  • JOI - Joinville
  • PMW - Palmas
  • SOD - Sorocaba
  • BEL - Belém
  • CXJ - Caxias do Sul
  • JPA - João Pessoa
  • POA - Porto Alegre
  • SSA- Salvador
  • BNU - Blumenau
  • FLN - Florianópolis
  • LDB - Londrina
  • PVH - Porto Velho
  • STM - Santarém
  • BPS - Porto Seguro
  • FOR - Fortaleza
  • MAB - Marabá
  • RAO - Ribeirão Preto
  • THE - Teresina
  • BSB - Brasília
  • GIG - Galeão (Rio de Janeiro)
  • MAO - Manaus
  • RBR - Rio Branco
  • UDI - Uberlândia
  • BVB - Boa Vista
  • GRU - Guarulhos (São Paulo)
  • MCP - Macapá
  • REC - Recife
  • VCP - Campinas
  • CGB - Cuiabá
  • GYN - Goiânia
  • MCZ - Maceió
  • SDU - Santos Dumont (Rio de Janeiro)
  • VIX – Vitória
  • CGH - Congonhas (São Paulo)
  • IGU - Foz do Iguaçu
  • NAT - Natal
  • SJK - São José dos Campos
 
  • CGR - Campo Grande
  • IMP - Imperatriz
  • NVT - Navegantes
  • SJP - São José do Rio Preto
 
  • CNF - Confins (Belo Horizonte)
  • IOS - Ilhéus
  • PLU - Pampulha (Belo Horizonte)
  • SLZ - São Luis